Dicas para reduzir dívidas: anote todos seus gastos do mês!

Quando se pensa em controle de gastos, uma das primeiras dicas que os profissionais em finanças costumam passar é: anote tudo! Sim, de acordo com algumas pesquisas, quando o seu cérebro ganha a noção de quanto já foi gasto durante o período, o dinheiro colocado em coisas supérfluas diminui consideravelmente.

O primeiro passo é saber sua situação financeira! Consulte seu CPF para ter noção do buraco que está (ou não).

Outra dica interessante para realizar a organização das despesas é gastar menos do que você ganha. E para fazer isso, é de extrema importância permanecer sempre atento ao que realmente interessa comprar nesse período para que o salário não seja comprometido de forma irreversível. E aí mora a necessidade de manter todos os gastos, inclusive, da bala e do café.

Assim, por meio de atitudes simples, realizar o controle de despesas torna-se um detalhe que fará parte do seu dia a dia, facilitando de forma real a redução de dívidas. A partir do momento que é possível verificar todos os gastos realizados, já que eles estarão compilados em uma planilha ou em um caderno, ganhar a dimensão de quanto foi gasto torna-se mais fácil.

E, obviamente, depois desse primeiro impacto, fazer a organização das despesas e controlar o que se gasta fica mais fácil, já que é possível realizar um planejamento para o mês seguinte usando como base o total dos gastos feitos nos 30 dias anteriores. Por isso, de forma simples, saber quanto foi gasto anteriormente garante uma melhor distribuição da renda durante os próximos 30 dias.

O detalhamento auxilia diretamente no controle de despesas garantindo expressiva redução de dívidas, favorecendo o fato de ter uma boa quantia de dinheiro guardada para o uso consciente, graças a uma estratégia simples e que garante bons resultados imediatos. No entanto, é muito importante anotar todos os gastos para que seja possível ter um controle de despesas real e então conhecer melhor a sua dinâmica de despesas.